Etíope Feyisa Lilesa vence a Maratona de Tóquio, com 2h06m56s

 

O etíope Feyisa Lilesa, com o tempo de 2h06m56s, venceu a Maratona de Tóquio neste domingo (28/2) – noite de sábado no Brasil -, a primeira das seis etapas da World Marathon Majors (WMM), que reúne também Boston (em 18 de abril), Londres (24 de abril), Berlim (25 de setembro), Chicago (9 de outubro) e Nova York (6 de novembro), consideradas as mais importantes provas de 42k do mundo. No feminino, a vitória foi da queniana Helah Kiprop, com 2h21m27s, novo recorde da competição.

toquio
O etíope Feyisa Lilesa comemora sua vitória na maratona do Tóquio. Reprodução de TV

A prova masculina começou forte para oito corredores, sendo três coelhos (atletas que puxam o ritmo para os favoritos): Lilesa, Dickson Chumba, Abel KiruiBernard Kipyego, Stephen KiprotichEliud Kiptanui e Emmanuel Mutai, além da supresa japonesa Kenta Murayama , de 23 anos, que fazia sua estreia em maratonas. Eles cruzaram os 21km em 1h02m53s, dois segundos acima da melhor marca da distância na maratona japonesa.

toqui_1
Lilesa ultrapassa Dickson Chumba e assume a liderança da Maratona de Tóquio. Reprodução de TV

Como era de se esperar, Murayama foi o primeiro deste pelotão a diminuir o ritmo, logo após os 21km – ele terminou em 2h16m57s, muita atrás de outra surpresa japonesa, Yuta Shimoda, de 19 anos, que marcou 2h11m34s, em sua estreia como maratonista.

Com exceção de Lilesa e Chumba, os outros corredores do primeiro pelotão foram ficando para trás a partir dos 30k. Campeão em Chicago no ano passado, Chumba assumiu a liderança, mas Lilesa conseguiu apertar seu pace e encostar no queniano. Eles travaram um duelo nos últimos 10k, mas o etíope foi mais raçudo e conseguiu sua primeira vitória na WMM, após ter ficado entre os quatro primeiros colocados em cinco provas (terceiro em Berlim-2015; quarto em Londres-2013; segundo em Chicago-2012; e terceiro em Chicago-2010). Chumba – que marcou 2h07m34s e ficou em terceiro, sendo superado pelo compatriota Bernard Kipyego, por um segundo -, perdeu a chance de ser o campeão da  World Marathon Majors e de conquistar US$ 500 mil, título e prêmio que ficou com o também queniano Eliud Kipchoge, vencedor das maratonas de Londres (2h04m00s) e Berlim (2h04m42s).

Como a prova valia como seletiva para a formação da equipe  japonesa nas Olimpíadas 2016, Yuki Takamiya,, que terminou em oitava, com 2h10m57s, e Yuta Shimoda, em décimo, estarão no Rio em agosto.

Classificação Tóquio-2016: 1. Feyisa Lilesa (ETH), 2h06m56s; 2. Bernard Kipyego (KEN), 2h07m33s; 3. Dickson Chumba (KEN), 2h07m34s; 4. Stephen Kiprotich (UGA), 2h07m46s; 5. Abel Kirui (KEN), 2h08m06s; 6. Eliud Kiptanui (KEN), 2h08m55s; 7. Emmanuel Mutai (KEN), 2h10m23s; 8. Yuki Takamiya (JPN), 2h10m57s; 9. Javier Guerra (ESP), 2h11m01s; e Yuta Shimoda (JPN), 2h11m34s.

No feminino, as africanas foram absolutas nas sete primeiras colocações, com a queniana Helah Kiprop, com o tempo de 2h21m27s, batendo o recorde da prova, sendo seguida pela etíope Amane Gobena, com 2h21m51s, e pela também queniana Edna Kiplagat, com 2h22m36s. A primeira não africana entre as dez primeiras colocadas foi a suíça Maja Neuenschwander, com 2h27m36s, que terminou na oitava colocação.

Classificação feminina: 1. Helah Kiprop (KEN), 2h21m27h; 2. Amane Gobena (ETH), 2h21h51s; 3.Edna Kiplagat (KEN),  2h22m36s; 4.Aberu Kebede (ETH), 2h23m01s; 5. Birhane Dibaba (ETH), 2h23m16s; 6. Shure Demise (ETH), 2h25m04s; 7. Ashete Bekele Dido (ETH), 2h25m50s; 8. Maja Neuenschwander (SUI), 2h27s36m; 9. I Andersson (SWE), 2h30m02s; e 10. Y Okuno (JPN),  2h31m17s.

 

Deixe uma resposta