Fraude bane blogueira da Maratona de Boston e “idosos” são flagrados na Meia de São Paulo

Aproveito o post de Harry Thomas Jr. em seu blog sobre o banimento da blogueira americana Gia Alvarez de todas as corridas promovidas pela  Athletic Association Boston (BBA) por ter dado seu número de peito da Maratona de Boston do ano passado para uma amiga, infringindo as regras da prova, e ela, sabendo do erro, pede desculpas para a organização,  para falar do trabalho da Yescom no monitoramento de inscrições irregulares na  Meia Maratona Internacional de São Paulo, que foi realizada no dia 21 de fevereiro.

Com base neste levantamento, a Yescom divulgou que foram constatadas 67 irregularidades em inscrições de pessoas com 60 anos ou mais na Meia de São Paulo, que têm o benefício de pagar 50% do valor e que, depois, cederam seus números a terceiros.

meia
Meia Maratona de São Paulo 2016. Foto de Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação/Divulgação

Segundo a Yescom, as pessoas foram contatadas e receberam as fotos que comprovam o monitoramento e parte já está respondendo ao comunicado. Trinta e sete pediram desculpas e, em alguns casos, comprometeram-se a não se praticar mais esse tipo de irregularidade e pagaram a diferença de inscrições. Os demais estão sendo notificados e terão até a semana que vem para se pronunciarem.

O processo teve início já na retirada de kits para a prova. Foram destinados três guichês exclusivos para a categoria e monitores entrevistaram os atletas para checar se realmente seriam eles mesmos a participarem do evento. Já na prova, estes mesmos monitores acompanharam as chegadas, ficando atentos às numerações especificas para a categoria. Mais dois sistemas de checagem foram implantados e auxiliaram na pesquisa.

Na 22ª Maratona Internacional de São Paulo, no dia 24 de abril, os benefícios aos atletas de 60 anos ou mais seguem à disposição e também será implantado o sistema de controle de acesso a retirada da medalha e lanche, evitando o acesso a esta área pelos “pipocas”.

– O atleta que ceder o número e fizer isso estará cometendo uma infração sujeito as penas da lei. O problema é tão sério, que em caso de atendimento médico, é através do seu número de peito que será acionado o contato de emergência. Um parente da pessoa que cedeu o número poderá receber uma notícia inesperada sendo que esta pessoa não está participando do evento, pois cedeu seu número para alguém correr em seu lugar. Imaginem o problema – afirma Thadeus Kassabian, diretor de operações da Yescom.

Benefícios

1º. O benefício de 50% de desconto no ato da inscrição é exclusivo para quem tem 60 anos ou mais. Não utilize este benefício para terceiros pois você estará sujeito as penas da lei. Não ceda sua inscrição para ninguém!

2º. Haverá um balcão de atendimento exclusivo para os atleta com 60 anos ou mais na entrega de kit o que agilizará o atendimento e a conferência dos documentos.

3º. Para facilitar a localização dos resultados e imagens, tanto por parte do atleta quanto da Organização, os números de peito de todas as categorias disponíveis no evento incluindo a categoria acima de 60 anos, contarão com uma série sequencial de fácil localização.

4º. Em caso de comprovação do uso indevido do benefício de desconto de 50% a Organização poderá aplicar as regras do item 10.8 do Regulamento.

5º. Não haverá entrega de kit de participação no dia do evento, nem após o mesmo.

Número de Peito

1º. Seu número de peito é pessoal e intransferível.

2º. Não ceda, não comercialize e não permita a cópia do seu número de peito, pois você estará cometendo uma infração sujeito as penas da lei.

3º. Em caso de atendimento médico, é através do seu número de peito que será acionado o contato de emergência. Um familiar seu poderá receber uma notícia inesperada sendo que você não está participando do evento, pois cedeu seu número para alguém correr em seu lugar.

4º. Em caso de falha no chip eletrônico, seu resultado poderá ser analisado à partir do seu número de peito por fotos e vídeos captados no evento.

5º. Se você conhece alguém que cedeu ou vendeu o número com o intuito de obter vantagens, denuncie através do faleconosco@yescom.com.br. Você pode enviar o número, o nome completo ou fotos.

3 comentários Adicione o seu

  1. cynthia disse:

    eu entendo e apoio a iniciativa. mas gostaria de saber o que pode ser feito em caso de impossibilidade de comparecimento. perde-se o $$ investido? pq não permitem então o cancelamento e devolução do valor pago? muitas vezes o repasse para amigos e parentes não é feito com qq intuito de burlar as regras, e sim uma tentativa de não ficar no prejuízo do $$ gasto………….

    Curtir

  2. Infelizmente muitas são as fraudes e nós Brasileiros achamos que a corrupção está apenas em Brasília… Mas algumas inscrições precisam ser feitas com muita antecedência e pode haver um imprevisto até a prova.
    Penso que as organizadoras precisam rever este caráter intransferível das inscrições, não acho que deva haver transferência no dia da prova, acredito que com uns 10 dias de antecedência, não haveria problema algum. E um idoso que quisesse transferir para alguém com menos de 60 anos, este deveria pagar a diferença do valor da inscrição atualizado. Só acho!!!
    Iuri, curto demais o seu blog, parabéns pelo trabalho!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s