Erdinger Alkoholfrei UB515 Ultra Triathlon tem quebra de recordes em sua terceira edição

Único triathlon da América do Sul na distância Ultraman, mundial que acontece anualmente no Havaí, a terceira edição do Erdinger Alkoholfrei UB515 Brasil Ultra Triathlon reuniu 29 atletas pré-selecionados, que cobriram, entre os dias 1º, 2 e 3 de abril, 515km entre Ubatuba, no litoral Norte de São Paulo, e o Rio de Janeiro.
Albano - por Sandra Guedes
Ivan Albano comemora o tricampeonato do UB515 Brasil Ultra Triathlon e o novo recorde da prova, com 23h04min07s. Foto de Sandra de Sandra Guedes/Divulgação,
A largada, no dia 1º, foi em na Praia de Iperoig, em Ubatuba, com 10km de natação. Depois, os triatletas enfrentaram 145km de ciclismo, finalizado na cidade histórica de Paraty. No dia 2, foram mais 276km de ciclismo até Itaguaí, passando antes pela temível Serra do Piloto, entre as cidades de Mangaratiba e Rio Claro. No dia 3 de abril, os competidores correram 84km, para fechar os 515 da distância Ultraman.
Lívia Bustamente - por Sandra Guedes
Livia Bustamante, única mulher entre os 29 triatletas da UB515 Brasil Ultra Triathlon, terminou na nona colocação. Foto de Sandra Guedes/Divulgação
Ao final da saga, 24 triatletas – número recorde de finishers – terminaram dentro do tempo de corte diário, que são de 12 horas, e destes, o mais rápido foi o agora tricampeão do UB515 Brasil Ultra Triathlon, Ivan Albano, que estabeleceu o novo recorde do percurso, com o total de 23h04m07s, seguido por Tales Camargo e Cesar Momesso. Lívia Bustamante, única mulher na prova, terminou na nona posição.
Reinaldo Tubarão Bassit - Por Sandra Guedes
Observado por paraatletas, Reinaldo Tubarão Bassit toma um banho de cerveja. Ele tentou pela primeira vez no mundo fazer um Ultraman levando consigo atletas com necessidades especiais na natação, no ciclismo e na corrida. Foto de Sandra Guedes/Divulgação
Outro destaque da prova foi Reinaldo Tubarão Bassit, que tentava pela primeira vez no mundo fazer um Ultraman levando consigo atletas com necessidades especiais na natação, no ciclismo e na corrida, um feito sem precedentes em provas desta distância. Mesmo sem ter completado o desafio das etapas dentro das regras das 12 horas, ele e seus atletas conseguiram nadar 10km, pedalar 421km e correr 84,4km ao longo dos três dias.
Um dos organizadores do Erdinger Alkoholfrei UB515 Ultra Triathlon, o carioca Alexandre Luna, estava emocionado após o evento:
– Durante o almoço de premiação, observamos que as pessoas conversavam, se cumprimentavam e davam parabéns sempre. Durante cinco dias extenuantes e divertidos, as pessoas se conheceram e estavam se chamando pelo primeiro nome como velhos amigos. O UB515 estava conseguindo fazer com que as pessoas se tornassem amigas. Foi quando vimos que havíamos cumprido nossa missão, de fazer um evento de pessoas para pessoas.
Seu parceiro na organização da jornada, o curitibano radicado no Rio de Janeiro, Alexandre Ribeiro, hexacampeão mundial do Ultraman, falou sobre os diferencias da prova:
–  Este é um triathlon que te deixa humilde após completá­-lo. As dificuldades são tantas que tempos e colocações ficam em segundo plano.
O evento do ano que vem já tem data marcada. Será em 28 de abril. Para maiores informações e resultados completos, acesse o site www.ub515.com.br.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s