Espaço do atleta: relato de Edcarlos Rodrigues, terceiro colocado nos 10km da Patagônia Run

“Um ano abençoado por Deus. Virou o ano e meus pensamentos já estavam na Patagônia Run 2016, em San Martin de los Andes, na Argentina. Mesmo sem saber se iria, treinei forte e participei de algumas provas como teste. Disputei uma etapa do Circuito Paulista de Montanhas no final de janeiro e fiquei em segundo lugar geral nos 21km; fui campeão da abertura da K21 Series no Pico do Uubu, em Mogi das Cruzes, com um excelente tempo, e, por fim, fiz o Circuito Metropolitano, em Guarulhos, no percurso curto, em que também fiquei em segundo colocado no percurso de 6.800m.
Como tudo é difícil, não tenho patrocínio, mesmo ganhando provas expressivas. Mas nunca desisti e, faltando um mês para a Patagônia Run, não tinha comprado as passagens para a viagem e o projeto na internet estava devagar. Comecei a falar com um com outro e graças a Deus consegui que um amigo, Thiago Surfista, comprasse a passagem. E assim fui para San Martin de los Andes. Cheguei na sexta às 15h, cansado. Retirei meu kit e fui descansar para prova.
A largada aconteceu às 11h15m. Percebi que tinham pelo menos uns 10 atletas que poderiam ganhar a prova. Estava determinado a estar no pódio. Após a largada, assumi a liderança. Sabíamos que o trajeto era de 12km e que teria mais subidas que nos anos anteriores. Resolvi seguir firme, mas logo fui ultrapassado por cinco atletas de uma vez só. Pensei que poderia ficar de fora do pódio, mas consegui ficar próximos deles e fui passando um por um.
edi patagonia 2016
No Km 6, eu era quarto colocado e fui firme atrás do terceiro colocado. Chegando na placa dos 4km consegui encostar e passá-lo, não dando chances dele reagir, Comecei em um pace de 3m45s e fui aumentando, Cheguei a correr a 2m50s por km, As descidas terminaram e logo avistei o segundo colocado. Ficamos próximos, mas já não dava mais tempo de buscá-lo. Entramos na reta final com uma galera louca gritando Brasil, Brasil, Brasil, mas não deu. Fechei em 54m58s – o campeão foi o argentino Marcos Painemilla, com 52m43s, seguido pelo chileno Diego Bilbao, com 54m56s, comDiego Schenaider, ficando em quarto, com 55m41s.Foi sensacional. Fiz o que tinha que fazer.
Agradeço a Deus por tudo. Agradecer também a carona da Ana e do Paulo, que me encontraram perdido em Bariloche. Se não fossem eles, não daria para descansar melhor. Obrigado amigos.
E foi assim minha ida até a Patagônia. Terceiro colocado geral nos 10km, que virou 12,6km.”
Edcarlos Rodrigues

3 comentários Adicione o seu

  1. paulo veloso. disse:

    Fala Ed, encontrei seu relato aqui, valeu pelo agradecimento da carona, amigo é pra essas coisas.
    Este ano estou indo novamente vou correr os 100 k, precisando é só dar um toque.

    Abraços Paulo Veloso.

  2. Newton disse:

    Fico contente em saber que você está bem e longe de coisas ruins, trabalhamos juntos em uma empresa em Guarulhos eu era Office bom. Esse cara sempre teve um grande coração fiquei muito contente em ver a matéria hoje 27/05/17 na TV Recorde e logo o conheci.
    Abç Edcarlos fica com Deus
    Newton

Deixe uma resposta