Espaço do atleta: relato de Rosalia Camargo Guarischi, campeã dos 70km da APTR de Videiras

Quando olhei o gráfico do percurso da APTR Ultra de Videiras não imaginava que a prova seria tão técnica. Em geral eu sou apaixonada pelas subidas e descidas travadas, mas hoje não sou a atleta completa que em 2014 se jogava ladeira abaixo, e admito que quando me vi com companhia na subida do Morro do Cuca aproveitei a “carona”.

rosalia_2

Em provas de trail Run correr com alguém traz muitas vantagens… Principalmente para a orientação. E foi assim, em dupla, que segui em silêncio e com tranquilidade para focar em apenas uma coisa: correr! Passamos por florestas, rios, pulamos inúmeros troncos de árvores… Até que enfim chegou a cidade… 42km! Um posto de controle completo me esperava!! Eu não imaginava como seria gostosa aquela “quentinha ” de carne moída com purê de batata!! Eu sabia que a partir daquele ponto a prova era “tranquila”…

13152708_10154241536643010_486191824_n

Estrada de terra batida com suaves subidas e descidas. E feliz deixei o Centrinho de Videiras e segui pelas estradas em direção ao próximo posto de controle… Isotônico e Coca Cola… Era tudo o que eu pensava!! Sempre que corro ultramaratonas faço isso… Foco nas etapas… Fragmento a prova toda e vou curtindo a vitória de passar por uma dessas etapas.

13162343_10154241551418010_1750001930_n

Nesses 70km passei por momentos de dúvida, de cansaço, de felicidade… Mas quando cheguei no último posto de controle, quando faltavam aproximadamente 10km para a chegada, eu sentia apenas alívio… E a certeza de que ia cruzar a meta. E foi de mãos dadas com Giovanni e Henrique que passei pelo pórtico de chegada. Feliz com a vitória. Feliz em estar de volta. Mas com a certeza de que o treinamento precisa continuar, de que falta muito trabalho para ser a atleta que eu era… E eu hoje me pergunto… Será que agora que sou mãe isso vai ser possível?”

rosalia_1

Rosalia Camargo Guarischi

 

Deixe uma resposta