Márcio Villar lança livro sobre recorde mundial na Expo da Maratona do Rio

Marcio Villar vai estar na Expo Run da Maratona do Rio com seu estande de produtos para  corrida e lançando seu segundo livro, “827,16 km, o tamanho de um sonho“, no qual relata a conquista do recorde mundial após sete dias correndo numa  esteira, que o levou ao Guinness Book. Na sexta, às 14h, ele faz a palestra “Desafiando limites“. Conversei com ele sobre o novo livro, a atual fase e projetos futuros. Confira o bate-papo.

13239968_10209741722084858_649426509284961192_n-2

 

Por que lançar um segundo livro, “827,16 km, o tamanho de um sonho”?

MV. Para poder mostrar para todo mundo que nunca devemos desistir de nossos sonhos, por mais que demore, se realmente queremos muito algo, temos que ter foco, determinação, comprometimento, amor, e o principal,  acreditar e nunca desistir enquanto não realizar.

Como foi o processo de criação do livro?

MV. O livro foi escrito pelo Josué Netto. Primeiro me reuni com ele e contei tudo, do início até o dia do recorde, todos os cinco anos de busca de apoio. Durante os sete dias do desafio, ele ficou lá, acompanhando, anotando tudo que acontecia, foi fantástico e o melhor de tudo, fez pela amizade, pelo amor ao esporte, não me cobrou um centavo para escrever.

Quais as partes importantes desse seu desafio que estão destacados no livro?

MV. O livro todo é importante, pois mostra cada passo, cada luta a cada dia. Mas há dois momentos muito importantes. O primeiro foi o dia em que fechei o apoio do Américas Shopping, pois, naquele dia, tive a certeza de que, dali por diante,  só dependeria de mim realizar o meu sonho. É muito bom quando você encontra alguém que acredita em você. Carregarei para sempre esse shopping no meu coração. E o último dia foi inesquecível… Quando deu 22h e o shopping fechou, começou a chegar gente e eu quase caindo da esteira de sono, correndo chorando de dor, dando tapa na minha cara e todos cantando e dançando na frente da esteira para não me deixar dormir, foi inesquecível… Sem aquelas pessoas eu não teria conseguido. E às 11:15 do dia 04/07/2015 eu estava batendo o recorde mundial de sete dias correndo em esteira e colocando o meu nome no Guinness Book.

Há histórias de bastidores do desafio? 

MV. Muitas, umas engraçadas, outras emocionantes. Foi como uma gestação de um filho. Conto tudo, da geração ao nascimento.

Como está seu tratamento?

MV. Graças a Deus e ao Dr. Fabrício Braga, da Casa de Saúde São José, estou bem. O tratamento continua com corticoide em doses fortes, mas os resultados dos exames agora foram tão bons que ele me liberou para fazer a maratona no trote, passeando. Será uma grande vitória, pois estarei fazendo uma maratona 50 dias depois de sentir os primeiros sintomas da doença autoimune arterite temporal juvenil.

Quais seus próximos projetos?

MV. Meu maior projeto é me curar e fazer o desafio que tive que adiar porcausa da doença. Eu iria  correr do Rio até Salvador para homenagear minha esposa por causa da música do Frejat. Essa doença apareceu 40 dias antes do desafio, ainda bem que foi descoberta antes, se fosse no meio do desafio, comigo na estrada, hoje não estaria aqui. Mas enquanto esse dia não chega, continuarei com os desafios menores, filantrópicos, como os 100 km no Rei e Rainha do mar, para pagar os transplantes das crianças; e o Desafio do INCA, arrecadando leite em pó, são provas de 100 km então dá para fazer mantendo o corpo e a mente ativos e ajudando a quem precisa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s