Paulo Cesar Matos Andrade e Maria Claudia Ferreira Souto vencem, na categoria solo, o Revezamento Maresias-Bertioga, no dia 22/10

O paulista Paulo Cesar Matos Andrade e a mineira Maria Claudia Ferreira Souto foram os grandes vencedores da categoria Solo – The Surviver dos 75km da Ultramaratona de Revezamento Maresias-Bertioga, no último sábado (22/10), na primeira vez que a prova, em mais de duas décadas, teve seu sentido invertido. Andrade completou o percurso entre as duas praias do litoral Norte de São Paulo em 6h07m46s, enquanto Claudia garantiu sua oitava vitória com o tempo de 6h55m55s. Cerca de 2.500 atletas participaram das quatro categorias  (trios, sextetos, octetos e solo) de uma das principais provas do Brasil.

Paulo Cesar levou a melhor em sua terceira participação na prova. Natural de Santos, em São Paulo, ele enalteceu o treinamento. Para o vencedor, o resultado chegou a surpreender, mas ele fez por merecer. ‘Essa vitoria não foi de hoje. Foram meses de treinamento, deixando a família de lado. Estou muito feliz pelo resultado e surpreso na verdade”, reconheceu o campeão. E ele quase não participa. “Estive duas vezes aqui e estava decidido a não correr mais. Mas a inversão do sentido me motivou e felizmente consegui vencer”, destacou o atleta de 34 anos.

A mudança de sentido, largando pela primeira vez de Maresias após mais de duas décadas, era, ao mesmo tempo, a novidade e desafio. Afinal, como iriam se comportar os competidores, os apoios e tudo mais. Na teoria, a prova deveria ser mis rápida, facilitando a vida de todos. A alegria dos atletas ao final da prova mostrou que a mudança deu certo, bem como a largada mais cedo.

“Foi a realização de um sonho mesmo. Sempre quisemos fazer o percurso no sentido contrário do que era feito, e conseguimos. Com a chuva forte, acabamos tendo mais carros e, além disso, houve erros nas paradas das equipes, o que atrapalhou o trânsito. Estamos vendo erros e acertos para tornar a prova ainda melhor. Mas, sem dúvida, o saldo foi positivo e a corrida ficou realmente mais rápida”, destacou Célio Balieiro, diretor-geral do evento.

No feminino, Claudia Souto confirmou seu favoritismo. A atleta mineira, radicada em São Paulo, garantiu seu oitavo título na competição, mantendo sua hegemonia como a maior vencedora. “Gostei da experiência da mudança de sentido, chegando em Bertioga. Foi uma prova nova e ótima, com um sabor de primeira vez.”, destacou. “A largada com os trios foi tumultuada, mas para mim fluiu bem e não tive problemas. Eu adorei”.

Resultados

Solo Masculino: 1) Paulo Cesar Matos Andrade (AC Assessoria), em 6h07m46s; 2) Eduardo Shimizu de Gouveia (Alcance Team),  em 6h09m54s; e 3) Francinaldo Alves de Sousa (#Corremonstro), em 6h15m37s.

Solo Feminino: 1) Maria Claudia Ferreira Souto (Skechers-Cia de Eventos), em 6h55m55s;
2) Patricia Aparecida Dos Santos (Grinfa Represent/Phorte Academia), em 7h01m26s; e
3) Analu Brandão Shiota (AABB), em 7h36m07s.

Trio – Masculino: 1) D-Run Bionexo, em 4h46m54s. Feminino: 1) Instituto Aica Forest Girls, em 6h08m51s. Misto – 1) Equipe Jabaquara de Corridas, em 5h30m55s.

Aberta (6 atletas) – Masculino: 1) Volt Runners Team, em 4h56m16s. Feminino: 1) Brutas Sem Limite Runners Cover , em 5h54m17s. Mista:  1) Equipe dos Amigos, em 5h17m15s.

Força Livre (8 atletas) – Masculino: 1) Top Runners, em 4h59m18s. Feminino: 1) Iron Life Assessoria Esportiva, em 6h19m35s. Mista: 1) Olimpia Running, em 5h03m30s.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s