Sérgio Maurício, o Doutor Corrida, estreia no Blog do Iúri Totti

Tenho a honra de anunciar que este blog terá um grande colaborador. Médico e ortopedista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Sérgio Maurício é especializado em joelho pelo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO). É membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho. Fora do consultório, o Doutor Corrida está na pista há seis anos, com três maratonas no currículo – Maratona do Rio (2014 e 2015) e Maratona de Paris 2016, com seu melhor tempo em 3h26m -, 18 meias maratonas (1h30m como melhor tempo). Também é praticante de triathlon olímpico e participou de seu primeiro Ironman 70.3, no Rio de Janeiro, em novembro. No ano que vem, já está inscrito no El Cruce.

13450892_1160327397366233_3170782931774684528_n

Castração esportiva! É assim que nos sentimos quando, por uma eventual lesão, temos que interromper nossos treinos. E não importa se serão 5 dias ou 3 meses, sem o esporte sempre há uma repercussão!

Atividades com alta produção de endorfina como corrida, ciclismo, crossfit e lutas não são meramente “esportes” para a gente. Não significam um momento de lazer. A corrida, meu esporte, é muito mais que isso, faz parte de quem eu sou, e retirá-la da rotina é como arrancar um pedaço.

Nós “viciados”, como gostam de nos chamar, damos um valor imensurável aos nossos esportes. Depois de algum tempo, aqueles que nos conhecem de longa data notam que estamos mais magros, mais atléticos e dispostos. Aqueles que convivem mais de perto, dizem que estamos simplesmente diferentes… mais calmos, racionais e até mesmo maduros, elogios que recebemos com orgulho. Já nós, os “viciados”, nós simplesmente vivemos aquele dia, aquele treino! Batemos no peito e dizemos: hoje eu dei o meu melhor!!! Hoje foi f…!

As mudanças que esses esportes proporcionam vão muito além de uma preocupação estética, peso ou um abdômen definido. Estamos falando de saúde. Saúde do corpo e saúde da alma.

Quando nos lesionamos, esse equilíbrio se desfaz. É como um ecossistema que estava em harmonia afetado pelo aquecimento global. Dá zebra! rs

Paz! O esporte nos traz paz

Chegar em casa do trabalho, calçar o tênis e um short, colocar no bolso R$ 10, um gel de carboidrato e sair para 15km é como uma alforria dos problemas. Só quem vive tal rotina entende a dimensão dessa sensação. É pura liberdade, seja qual for o seu esporte.

Que nos cuidemos mais, para que tenhamos sempre menos lesões e que tenhamos mais sabedoria para não repetir nossos erros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s