Encontrado corpo de triatleta que desapareceu no mar do Rio de Janeiro

Do Eu Atleta.

O corpo do triatleta Gerson Fernandes, de 39 anos e que havia desaparecido no mar após a largada da primeira etapa do Rio Triathlon, foi encontrado na tarde desta segunda-feira pelo Corpo de Bombeiros. O competidor foi achado a cinco metros de profundidade, na Praia do Recreio, altura do Posto 12, mesmo local do evento. A informação foi confirmada pela Federação de Triathlon do Estado do Rio de Janeiro (FTERJ), em nota oficial. O corpo seguirá para exames no Instituto Médico Legal (IML).

Segundo a nota, Gerson passou pelo processo de check in, que antecede à entrada no mar, e iniciou a prova às 7h. Quando se esclareceu que ele não havia retirado a bicicleta para a próxima parte da competição, as buscas começaram. A primeira parte das buscas foi feita com a equipe de segurança da prova e depois o serviço foi realizado pelos bombeiros, inclusive com o auxílio de helicóptero, até o fim do domingo. Nesta segunda, as buscas recomeçaram de manhã cedo.

A FTERJ lamentou a morte do triatleta e ressaltou que cumpre todos os requisitos para garantir a segurança das provas e de seus competidores. Na prova de natação do último domingo, o circuito de 750 metros tinha cinco boias de delimitação do percurso. Dentro da água, 20 guarda-vidas acompanhavam a prova, sendo três em jets skis e 17 em pranchas de stand-up paddle. Além disso, oito guarda-vidas auxiliavam de fora da água e acompanhavam a prova de uma torre de observação. A segurança da prova foi feita por uma empresa especializada em competições no mar. No total, 600 triatletas participaram da etapa no Recreio dos Bandeirantes.

Entenda o que aconteceu
O clima era de emoção e confraternização entre os participantes na Praia do Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. Mas nem tudo foi festa na etapa que abriu a temporada do Rio Triathlon, neste domingo. Até o fim das premiações, tudo transcorria de forma tranquila, mas os organizadores verificaram que um triatleta ainda não havia saído do mar. Gerson Fernandes Neris, de 39 anos, seguia desaparecido. Os Bombeiros o procuraram com motos aquáticas, embarcações e helicóptero durante todo o dia, mas não obtiveram sucesso.

De acordo com informações de atletas que participaram da prova, o mar estava tranquilo neste domingo, apenas um pouco mexido e com temperatura agradável. Gerson Fernandes era fisioterapeuta e morador de Nova Friburgo, no estado do Rio de Janeiro. Informações dão conta de que ele era adepto de várias práticas esportivas, como corrida de montanha e escalada. No entanto, não tinha experiência com natação no mar.

O triatleta estava com o irmão na prova. Segundo ele, o fisioterapeuta foi o último a entrar na água, justamente para evitar confusão. Gerson estaria sem roupa de borracha. Ele estava inscrito na categoria sprint, a mais curta do Rio Triathlon, onde o triatleta nada 750m, pedala 20km e corre mais 5km.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s