26 segundos. Foi o que faltou para o queniano Eliud Kipchoge correr uma maratona abaixo de duas horas

Foi por pouco. Faltaram 26 segundos para o queniano Eliud Kipchoge ser o primeiro ser humano a correr uma maratona abaixo de duas horas. Na madrugada deste sábado (6/5), no autódromo de Monza, na Itália, o campeão olímpico da Rio-2016 marcou 2h00m25s. Os outros dois africanos que faziam parte do projeto Breaking2, criado pela Nike, não conseguiram acompanhar o ritmo de Kipchoge.  Zersenay Tadese, da Eritreia, completou os 42km em 2h06m51s, enquanto Lelisa Desisa, da Etiópia, terminou o desafio em 2h14m10s.

“Isto é história”, disse Kipchoge. “Estou feliz com o tempo que consegui. Minha mente estava totalmente concentrada em quebrar a barreira das duas horas, mas o último quilômetro foi abaixo do planejado. O resultado foi muito bom após sete meses de dedicação”.

Os tempos de Eliud Kipchoge no Breaking2

Os tempos de Eliud Kipchoge no Breaking2

Como a tentativa da quebra da barreira das duas horas teve a ajuda de 30 coelhos (corredores que ditam o ritmo), a marca histórica de Kipchoge não será registrada pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF). Por enquanto, o recorde mundial pertence a Dennis Kimetto, também do Quênia, com 2h02m57s, obtido na Maratona de Berlim, em 2014.

Recordista mundial da maratona, a britânica Paula Radcliffe, que trabalhou como comentarista na transmissão pela internet, considerou Kipchoge uma “verdadeira inspirçãoo”.

Na guerra do marketing, a Adidas, grande rival da Nike, planeja fazer a tentativa de quebrar a barreira dentro de uma prova de 42km.

É possível correr uma maratona em menos de duas horas? Por Quino Petit, do El País

Deixe uma resposta