A primeira edição da #CorridaElesPorElas no Brasil, no último domingo (28/5), no Aterro do Flamengo, com as distâncias de 5km e 10km, contou com a participação de mais de cinco mil corredores. O evento faz parte do movimento mundial HeForShe (ElesPorElas), a favor da igualdade de direitos entre mulheres e homens.

“Minha carreira de atleta já passou, mas eu quero continuar incentivando as pessoas. Quero motivar  os que estão começando, quem já corre e todos aqueles que precisam de ajuda. A iniciativa dessa campanha tem muito a ver com a minha carreira. Quando eu comecei não haviam mulheres correndo, é lindo acompanhar essas mudanças”, declara Eleonora Mendonça, que correu e incentivou outros atletas da prova.

Aos 68 anos, Eleonora é conhecida por seu pioneirismo. Nos anos 80, quando presidia uma associação de maratonista, processou o Comitê Olímpico Internacional e outros órgãos que comandam o esporte mundial por discriminação de gênero, em busca da inclusão das mulheres em provas de longa distância. Ela ainda foi a primeira mulher a representar o Brasil numa maratona olímpica, nos Jogos de Los Angeles, em 1984, e criadora da Maratona do Rio de Janeiro, a primeira o Brasil, em 1979.

Outra corredora que aprovou o evento e apoiou a campanha foi a atriz Sophia Abrahão.

“Foi incrível e um super desafio pra mim. Me emocionei quando cruzei a linha de chegada. Eu estou muito feliz de conseguir aliar essa superação com uma campanha tão linda como a HeforShe da ONU Mulheres. Eu luto pela causa feminista, falo sobre isso nas minhas redes sociais. Especial participar e honrar mais um evento em nome das mulheres”, finaliza Sophia.