Dois mil e quinhentos triatletas de 44 países disputam Ironman Brasil em Florianópolis

Pelo 18º ano consecutivo, Florianópolis recebe a mais tradicional e importante prova de triatlhon da América Latina. O Ironman Brasil reunirá, neste domingo (27/5), em Jurerê Internacional, dois mil e quinhentos triatletas de 44 países, que enfrentarão os 3,8km de natação, 180,2 km de ciclismo e 42,2 km de corrida. Entre as atrações está a briga pelo primeiro lugar na Elite, que contará destaques de vários países, inclusive o Brasil.

No ano passado, a vitória foram dos britânicos Tim Don e Susie Cheetham. Tim não só venceu como estabeleceu o melhor tempo do mundo para a marca, com 7h40m23s – antes era 7h44m29s. Em segundo lugar ficou o sul-africano Kyle Buckingham, com 8h05m43s, e, em terceiro, o brasileiro Igor Amorelli, com 8h06m58s. Já Susie fechou com 8h52m00s, melhor marca para a prova feminina na capital catarinense. A alemã Sonja Tajsich, com 8h57m36s, foi a vice-campeã, seguida pela americana Haley Chura, com 8h58m45s.

A largada será às 6h45m para a Elite masculina, com a Elite feminina partindo às 6h50m e a Faixa Etária, por ondas, a partir das 7h05m, com tempo limite de conclusão de 17 horas. A prova contará pontos para o ranking no caso da Elite e classificará 40 atletas da Faixa Etária para o Mundial Ironman 2018, em outubro, no Havaí.

No masculino, os nomes fortes na briga pelo topo do pódio serão os brasileiros Igor Amorelli, duas vezes campeão em provas do circuito Ironman (Brasil e Holanda) e cinco vezes campeão em provas Ironman 70.3 (San Juan, Palmas, Florianópolis, Punta Del Este e Miami); Thiago Vinhal,  brasileiro com o melhor resultado na história de Kona, no ano passado, com 8h27m24s, terminando em 13º lugar; Reinaldo Colucci, campeão Pan-Americano em 2011 (Guadalajara) e representante do Brasil nas Olimpíadas de 2008 e 2012; Fábio Carvalho, campeão do 70.3 Foz do Iguaçu;  Guilherme Manocchio, campeão no Ironman Copenhague e Fortaleza (2014); e o sueco Jesper Svensson, vice-campeão do Ironman 70.3 Austin, no ano passado, e top 3 em três provas do Circuito Ironman 70.3.

O brasileiro Igor Amorelli, terceiro colocado no Ironman Florianópolis 2017, com 8h06m58s. Foto de Fábio Falconi/Unlimited Sports/Divulgação
O brasileiro Igor Amorelli, terceiro colocado no Ironman Florianópolis 2017, com 8h06m58s. Foto de Fábio Falconi/Unlimited Sports/Divulgação

Já entre as mulheres, destaque para as brasileiras Carol Furriela,  campeã brasileira de triathlon em 2014, vice-campeã do Ironman 70.3 Brasília 2013 e vice-campeã do Ironman 70.3 Foz do Iguaçu 2014; Bruna Mahn, campeã brasileira de triathlon de longa distância em 2015, melhor brasileira no Ironman Brasil 2017 e vice-campeã do Ironman 70.3 Florianópolis 2018.

Do exterior, as feras serão as americanas Haley Chura, campeã do Ironman Fortaleza 2014 e 3ª colocada no Ironman Brasil 2017; Sarah Piapiano, com inúmeros títulos no currículo, como o Ironman 70.3 New Orleans (2012, 2015 e 2016), Ironman 70.3 Rancine (2016), Ironman 70.3 Qujing (2017), Ironman 70.3 Lima (2018), Ironman Western Austrália (2015), Ironman Vineman (2016), e Ironman Mar del Plata (2017).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s